COACHING NA NOVELA DA GLOBO: CERTO OU ERRADO?

COACHING NA NOVELA DA GLOBO: CERTO OU ERRADO?

Você viu a personagem Laura falando de Coaching na novela da Globo “O outro lado do paraíso?

E aí,  ficou com dúvidas ou algum tipo de curiosidade?

O que é o Coaching? Pra quem/o que serve? Qual o papel do psicólogo e do Coach?

Pois bem, vamos lá: Coaching (é o processo), Coach o profissional e Coachee o cliente. Coaching não é terapia, este último profissional está apto a trabalhar distúrbios, traumas e curas emocionais. Está aqui neste ponto o “detalhe” que está gerando grande repercussão nas redes sociais já que, no caso da novela, a personagem tem um grande trauma por conta de abusos sexuais sofridos na sua infância.

  1. Coaching é umas das profissões que mais cresce no mundo e aqui no Brasil não é diferente. Há um número enorme de Instituições “certificando” pessoas e vendendo a ilusão de enriquecimento fácil. A falta de regulamentação e cobrança dos profissionais da área faz com que este nome perca credibilidade e gere riscos aos possíveis clientes.
  2. O Coaching é um mix de várias Ciências e, portanto, é uma forma moderna e inovadora de trabalhar com pessoas. Ele acaba esbarrando na orientação de outras áreas e é natural que acha uma certa rejeição. Mas é válido ressaltar que, todas estas ciências são complementares, trabalhar de forma multidisciplinar é muito eficiente. O grande beneficiado é o cliente. Está mais do que na hora de se repensar no modelo de atendimento da área da saúde até hoje.

Algumas diferenças básicas resumidas aqui para você:

  1. O Coaching tem um objetivo central e prazo para entregar seu trabalho, em geral o processo envolve 10/12 sessões. Acredito que esta “meta” é muito importante, pois faz com que o Coach busque novas soluções e alternativas para trazer os resultados esperados. Já na terapia não, é comum ficar anos neste processo.
  2. O psicólogo trabalha com a escuta, enquanto o Coach faz perguntas e direciona todo o processo para que o objetivo seja alcançado. Pensando que o cliente pode estar em grande sofrimento, não vivendo de forma plena ou perdendo oportunidades, cabe ressaltar o quão valioso pode ser este timing mais rápido.
  3. O Coach não fica como ouvinte apenas, é permitido trocar experiências. Esta dinâmica pode fortalecer os vínculos e ajudar muito.
  4. O psicólogo não pode atender você e concomitantemente pessoas que tenham vínculo. Para o Coach o contrário, este atendimento pode inclusive maximizar os resultados para todos e encurtar o caminho.

Voltando à novela….

A Coach Adriana usou de hipnose para descobrir a causa do bloqueio da cliente e em pouco tempo conseguiu identificar a causa raíz do problema. Não é bom saber que há uma metodologia que encurta o tempo de dor e dúvidas de um cliente?!

O correto daqui pra frente é a mesma profissional direcionar a paciente para um acompanhamento psicológico TAMBÉM (é possível fazer as duas ao mesmo tempo). O Psiquiatra, o psicólogo, o psicopedagogo e o Coach tem limites de atuação. Se você trabalha de forma correta, tenho certeza que irá entender este texto 😉

No meu entendimento, não houve nada de errado na atuação da Coach da novel até aqui.

Queridos colegas e pares de profissão, o momento é de jogar luz a um tema SUPER RELEVANTE, o abuso. Já está mais do que na hora de trabalharmos em conjunto e levar mais soluções para as pessoas 😉

Se você quer entender um pouco mais do meu trabalho ou ponto de vista, assiste aqui:

Polemica Coaching na Globo (video completo)

Deixe uma resposta